domingo, 7 de outubro de 2018

TRAVESSIA TRANSMONTANA 5 a 7 de Outubro 2018


Ainda com as emoções à flor da pele, o que dizer da Travessia Transmontana?!


“A vida não é medida pelo número de vezes que respiramos, mas pelos lugares e momentos capazes de tirar o nosso fôlego.”


Foram três dias muito felizes, um evento épico, amigos fantásticos, staff super atencioso e podia continuar nos elogios...

Este evento, que já conta com a sua terceira edição é composto por três longas etapas em linha, ou seja, o ponto de partida e de chegada são sempre em cidades diferentes.
A beleza e dureza dos percursos selecionados, acrescida ao convívio dentro e fora dos trilhos foram sem dúvida o maior incentivo a quem a cada dia tentava superar as suas metas, desafios ou objectivos.

Estivemos em 4 hotéis diferentes, visitamos 7 municípios e atravessamos 72 aldeias. Tudo isto em 3 dias, em cima da bicicleta, guiados por GPS durante 350km, com 7.700m de subida acumulada e em autonomia, embora sempre acompanhados de perto pela organização.


A etapa do primeiro dia, sexta-feira dia 5, teve uma partida impactante dentro do Castelo de Bragança, a partir daí percorremos 134km na ligação Bragança - Macedo de Cavaleiros - Mirandela. O trilho em volta da Albufeira do Azibo, que eu já conhecia parcialmente foi, para mim, o ex-libris do dia.


 A segunda etapa, sábado dia 6, composta por 106km com 3.103 de acumulado, ligou ​Mirandela - Murça - Vila Pouca de Aguiar. ​Visitamos a lendária Porca de Murça e logo de seguida, a surpresa por mim já conhecida, a calçada romana junto ao rio Tindela, com passagem sobre a ponte romana que desafiou todos os corajosos na dificuldade que é a transposição das pedras sobressaídas da calçada. Um verdadeiro massacre aos músculos já doridos da etapa do dia anterior. A chegada a Mirandela fez-se sobre a ponte do rio Tua com uma paisagem envolvente de cortar a respiração.


Com os km acumulados do dia anterior partimos, Domingo, para a 3ª e última etapa num percurso de cerca de 100km ligando Vila Pouca Aguiar - Vila Real - Mondim de Basto. Atravessamos o Parque Natural do Alvão e ainda fomos fazer uma visita à mítica Senhora da Graça no Monte Farinha. Terminado a etapa com a dura subida em trilho junto ao hotel onde estava a zona de meta, o Água Hotel Mondim de Basto.
As temperaturas foram de extremos, de manhã rodavam os 5º e de tarde os 30º! Esta será, com toda a certeza, uma experiência que irei repetir.



Álbuns de Fotos by Sofia Brito:
Travessia Transmontana - 1º Etapa
Travessia Transmontana - 2º Etapa
Travessia Transmontana - 3º Etapa

Videos: Travessia Transmontana

Video surpresa: :) FILIPE BRITO

1ª ETAPA
2.ª ETAPA
3.ª ETAPA




















“A vida não é medida pelo número de vezes que respiramos, mas pelos lugares e momentos capazes de tirar o nosso fôlego.”

Sem comentários:

Publicar um comentário