terça-feira, 4 de outubro de 2016

OBRIGADO, como obrigado a todos que estiveram connosco. 

Sou pessoa de fé... Embora tenha sido uma aventura, não foi assim que a encarei... Esta, os sentimentos vão ficar só comigo...
Mas fiquem com o texto do amigo que me acompanhou:



Texto Francisco Machado

"Santiago BTT ir e vir:
Saímos Famalicão da igreja de Santiago Antas, eram 6h manhã e chovia bastante, sempre num ritmo normal, chegamos a Ponte de Lima 1° abastecimento pequeno.almoco na boa mas não poder falar pó Filipe Brito não tava a ser fácil.
As coisas complicaram a subir a Labruge, chuva e frio deram conta do serviço desde casa o que complicava a dureza.
Chegada a Valença e siga vamos almoçar a Redondela. Cada km já começava a doer as subidas, muito mesmo.
2° abastecimento no Lidl para almoçar. Era 13h.20m portuguesas. Já tá vamos com 110/120km estávamos a meio e as forças a acabar.
Almoçamos por 1.98€ umas sandes umas colas e siga mete um gel que vamos subir até Pontevedra. Aqui sim o ritmo baixou muito, a fiambreira começou a trabalhar. Por incrível que pareça nem sei como Pontevedra chegou. Siga até Padron agora é falta pouco.
Ok esqueci-me que já tenho 170km e que as forças não são iguais. Já doía tudo, a chegada a Padron foi algo que não desejo ao meu pior inimigo. Siga só faltam 20km para acabar e eram 18h30 espanholas. As subidas foi sempre na mais levezinha e as lágrimas caiam - me por sofrimento. Calma respira estamos quase. Entramos em Santiago e as forças renasceram. Chegada emocionada e a pensar, eu consegui. Tínhamos 205km e 10h59m de andamento.
Fiz 205km calado atrás do Brito sem poder lhe dizer "abranda" ou "tamos bem" ou mesmo "para vamos comer".. amigos digo-vos é duro, muito duro mesmo!!
Mas tá feito...Ok faltam 20km até Padron outravez pó Hotel, 40min pela estrada a média de 15/20 km/h. Chegamos 21h25min e já não me conseguia sentar no selim. Ufaa vamos tomar um banho, jantar com o casaco SundayBTT pa dar força e descansar amanhã há mais 200km pa fazer.



2° dia, optamos por vir pela estrada, cada subida fonix!!! Até Valenca nunca passamos de 22km/h de média , sim é verdade só para vocês verem o estado que estávamos.
Em Valença almoçamos, e agora é plano até casa? Sim vamos pela costa. Cada km doía tanto tanto nem imaginam. Chegada a Esposende quase a chorar de dores e a gritar de sofrimento. Paragem no Rio Doce pa comer bem precisávamos. Entramos na Ciclovia em Laundos ufa, ok falta 1h para chegar a casa. Fiz a ciclovia toda, de pé sem me sentar e em carga pois as cãibras já tinham aparecido. Chegamos a Famalicão e a leveza apareceu mas faltava a última subida, da Igreja de Antas pois foi de onde saímos. Fod@!@@ esta doeu mais que as outras. A família esperava e as lágrimas caíram. Chegamos!!!.... fim da aventura e a realização do sonho com o melhor amigo :)
430km de muita fé muitas lágrimas e muitos sorrisos!!
Há coisas que por mais que contadas só vividas e que se consegue sentir as sensações. Um abraço enorme a todos/todas pelas mensagens, chamadas que ao longo do caminho foram fazendo."

Sem comentários:

Enviar um comentário